Destaque

Vereador quer abertura de comissão após nome do prefeito ser citado na operação necrópole

Será a segunda vez que o vereador Kleber Machado tentará emplacar a abertura de um Comissão Processante na Câmara

O vereador Kleber Machado (PL) tão logo soube da noticia de que o prefeito de Ibiporã, João Coloniezi (MDB) foi citado nas investigações que apuram esquema criminoso de venda de terrenos e túmulos no cemitério São Lucas, de Ibiporã, postou em sua página oficial no Facebook texto onde pede o impeachment do chefe do executivo.

“Antes que digam que sou oposicionista e agir por politicagem, se atentem agora ser uma posição da justiça. Fora que venho desde junho de 2017, mostrando às infrações em não atender o legislativo, não cumprir leis, não abrir procedimentos de comissionados que usam do privilégio para desdenhar do poder público, aumentos salariais indevidos de comissionados e contratações no estilo farra do boi e até suposta ligações com organização criminosa de conhecimento público”, comentou o vereador em sua página.

Em conversa com o Click Ibiporã, o vereador disse que não foi surpresa o fato de o nome do prefeito ter sido citado no curso das investigações. “Nenhuma [surpresa]. Com base nas declarações do vereador Rafael [da Farmácia] que afirma ter informado de maneira verbal o atual prefeito, na presença do vice prefeito, além do andar das investigações aparecer uma pessoal que registrou o fato na prefeitura e até hoje não teve respostas, para mim era questão de tempo a questão da omissão”.

Perguntado sobre a abertura de uma comissão, para avaliar possível cassação do prefeito, o vereador Kleber Machado informou que levará o pedido à Câmara, logo no retorno do recesso legislativo. “E vou propor isso aos meus pares para montarmos o quanto antes. O fato fere o princípio da moralidade, antes de qualquer coisa. Além de um esquema corruptível, de uma organização que pode desencadear maiores dados para outras cidades, já que tem participação de empresas e pessoas de fora de Ibiporã. É o mínimo que temos de fazer. O meu temor é o interesse político, onde os aliados podem querer acobertar fatos que eu apresento de irregularidades desde 2017”.

Em 2019, o mesmo vereador propôs à Câmara a abertura de uma Comissão Processante contra o prefeito João Coloniezi. O pedido não foi aceito pelos vereadores. Para o vereador “infelizmente a política é suja e hoje, temos uma grande maioria de políticos, inclusive em nossa cidade que não pensa no povo e sim em retorno pessoal. Temos várias situações durante os últimos três anos, com claras e comprovadas irregularidades que foram abafadas e desviada o foco pelos “parceiros” da atual gestão. Tivemos decretos para revogar leis que foram infringidas, obras realizadas sem projetos, o bem público entregue a pessoas sem qualificação, até assédio dentro do quadro de servidores. Isso para dar alguns exemplos. Mas eu não temo a negativa de algum parlamentar. Pelo contrário, será bom para a população ver quem é quem. Quem defende o povo, ou quem defende os parceiros”.

Procurado pela imprensa, a assessoria do prefeito disse que ele irá se manifestar por meio de nota, assim que tomar conhecimento de todo o processo.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios