Destaque

Veículos apreendidos há mais de duas décadas são retirados da delegacia de Ibiporã

Ação faz parte da mudança da sede administrativa da Polícia Civil e visa entregar o prédio da carceragem para o Depen

Veículos que estavam há mais de 20 anos no pátio da Delegacia de Ibiporã começaram a ser retirados na manhã desta terça-feira (29). Ao todo são 42 veículos, que foram apreendidos por órgãos de segurança ao longo dos anos e que não foram reclamos por seus proprietários. Os veículos foram encaminhados para um barracão da Polícia Civil em Londrina. Quatro caminhões guincho da Polícia Militar e da Triunfo Econorte foram utilizados na transferência.

De acordo com o Delegado Vitor Dutra de Oliveira, cerca de 150 motocicletas que estão no local devem seguir o mesmo destino, já nesta quarta-feira. Ele informou “que a transferência desses veículos faz parte do processo de mudança da sede administrativa da Polícia Civil para sua nova sede, na avenida dos Estudantes”.

Leia mais:

Prefeitura de Ibiporã vai alugar imóvel para nova sede da Polícia Civil

Rebelião na cadeia de Ibiporã deixa seis presos mortos

Junta Militar e Cami mudam para sede administrativa da Polícia Civil

O local, que terá o aluguel pago pela prefeitura de Ibiporã, já está pronto para receber toda estrutura de investigação e atendimento do público e o delegado está no aguardo apenas da finalização do serviço da Celepar (Companhia da Informação e Comunicação do Paraná) que vai instalar computadores e internet. Veja o vídeo da retirada dos carros.

A partir da mudança para o novo endereço, o Depen (Departamento Penitenciário do Paraná) vai assumir a custódia dos presos que ocupam a carceragem da delegacia de Ibiporã. O atual prédio é antigo e é presença comum nos noticiários por conta da sua super lotação e fugas. Recentemente seis presos morreram em uma briga de gangues no interior da cadeia.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios