Saúde

Senai já entregou mais de 2 mil respiradores recuperados a hospitais

Estimativa é de que cada equipamento pode salvar até 10 vidas

Um balanço divulgado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) nesta terça-feira (11) aponta que, desde o início da pandemia do novo coronavírus no país, 2.007 ventiladores pulmonares foram consertados gratuitamente por 700 voluntários e devolvidos a instituições de saúde em 336 municípios de 24 estados e no Distrito Federal. A estimativa é de que cada equipamento possa salvar até 10 vidas. Segundo o Senai, os estados de São Paulo (683), Bahia (245) e Minas Gerais (240) foram os que mais receberam aparelhos.

Os ventiladores, importantes no tratamento de doentes graves da covid-19, estavam sem uso e foram restaurados graças à união de 28 instituições e empresas. Desde 30 de março foram recebidos 3.989 respiradores de todos os estados, desse total 951 estão em manutenção e 173 passam por calibração, última etapa antes da devolução ao serviço de saúde. A maioria dos equipamentos restaurados precisava de novas peças para voltar a operar.

“A iniciativa de consertar esse equipamento hospitalar fundamental para salvar as vidas de quem tem as formas mais graves da doença contribui de forma expressiva para o árduo trabalho que está sendo realizado pelos profissionais da saúde e para reduzir a necessidade de importação do equipamento”, avalia o presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga de Andrade.

A parceria conta com unidades do Senai, grandes empresas, ministérios e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial e da Associação Brasileira de Engenharia Clínica . Além do Senai, investiram mais de R$ 4 milhões em aquisição de peças para viabilizar o reparo dos equipamentos a Petrobras, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, a Votorantim e a aliança Todos pela Saúde, entre outros doadores.

“Estamos vivendo um ponto de inflexão na história da humanidade e vamos extrair muitas lições.  O Senai se sente muito honrado da parceria construída nesta iniciativa, exemplo de ação cidadã que mobiliza indivíduos, empresas e organizações em prol do bem comum, da afirmação de um projeto de país que nasce no valor à vida”, afirma o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi.

Produção nacional

O  Senai também tem uma iniciativa para ampliar a oferta do número de ventiladores pulmonares produzidos nacionalmente A ação apoia sete empresas que já possuem a capacidade de fabricar mais de 5 mil respiradores por mês. As indústrias Delta Life e GreyLogix, em parceria com Institutos Senai de Inovação, já obtiveram a certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A previsão é que ambas produzam de 700 a 1,1 mil equipamentos mensais, que chegarão ao mercado a preços inferiores aos praticados atualmente.

Por Agência Brasil

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios