Esportes

Retrospecto contra o Flamengo anima São Paulo para reencontro inesperado com Ceni

Tricolor paulista já havia eliminado o Fortaleza, então comandado pelo ídolo, nas oitavas de final do torneio

Quando eliminou o Fortaleza em uma longa disputa de pênaltis – foram 20 cobranças -, o São Paulo não poderia imaginar que reencontraria Rogério Ceni logo na fase seguinte da competição em que busca um inédito título. Mas será exatamente o que vai ocorrer nesta quarta-feira, a partir das 21h30, quando o time enfrentará o Flamengo, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Maracanã, na estreia do ex-goleiro à frente do time carioca.

Ceni deixou o Fortaleza na noite de segundaassumiu o Flamengo na terça e o dirigirá já nesta quarta. E em um confronto decisivo, contra o clube pelo qual se consagrou como jogador e precisando superar o excesso de desfalques, além de arrumar a defesa. E tudo isso praticamente apenas na fase da conversa.

Confiante pelos bons resultados que o colocaram na briga pelo título do Campeonato Brasileiro e na condição de time que menos perdeu pontos no torneio, o São Paulo tem oscilado nos mata-matas nesta temporada. Caiu para o Mirassol nas quartas de final do Paulista, quase deixou escapar a classificação diante do Fortaleza e foi eliminado da Sul-Americana ao levar um  gol nos acréscimos do Lanús na última quarta-feira.

Deixar para trás essa oscilação é fundamental para o São Paulo, ainda mais diante de um adversário com o poderio ofensivo do Flamengo. Mas, coincidentemente, o time tem se dado bem diante dos cariocas, a começar pelo encontro mais recente, há dez dias, quando o goleou por 4 a 1, no Maracanã, pelo Brasileirão, um resultado que pesou para a demissão de Doménec Torrent, definida na última segunda, um dia após outro duro revés -4 a 0 para o Atlético-MG.

Além disso, desde julho de 2017 o São Paulo não perde para o Flamengo. São três vitórias e três empates nesse período, um desempenho que se soma à invencibilidade do clube diante de Ceni como treinador – são dois triunfos e três igualdades para a equipe do Morumbi.

Para ampliar esse bom desempenho, o São Paulo confia na experiência de Juanfran e Daniel Alves. O espanhol está mantido no time após a boa atuação no fim de semana contra o Goiás, enquanto o multicampeão retorna ao meio-campo, após descansar no sábado, quando estava suspenso.

Daniel Alves terá a companhia de Gabriel Sara, livre de uma trauma na quadril, no meio-campo, mas Tchê Tchê segue fora, em recuperação do coronavírus. De qualquer forma, o time chega ao encontro com o Flamengo menos pressionado, tanto que recebeu o apoio da torcida no embarque para o Rio. É um cenário parecido para o técnico Fernando Diniz, que agora deixa de conviver com a “sombra” do ex-goleiro, que tinha seu retorno aventado para próxima temporada.

Ainda assim, sabe que a série pelas quartas de final pode ter se tornado ainda mais complicada, pois Ceni o conhece de duelos recentes e pode ser um ânimo para um Flamengo que tem oscilado.

Para isso, o treinador terá dois desafios a lidar: os muitos problemas para escalar o time, desfalcado por lesões e convocações para seleções, e a fragilidade defensiva, exposta pelos dez gols sofrido nos últimos três jogos. Pode até fazê-lo, mas sem abrir mão de uma formação ofensiva.

“Fiquei muito tempo no gol. Quero ficar o mais longe possível. De acordo com a qualidade técnica, o Flamengo gosta da bola. Sempre tentar o gol. O importante é o gol. A favor. Gosto de jogar com o máximo de atacantes possível, com velocidade, habilidade. Essa é a área que mais gosto de mexer”, avisou em sua apresentação.

Para a sua estreia no Flamengo, Ceni perdeu o lateral-esquerdo Filipe Luís, por lesão. Além disso, Isla, Everton Ribeiro e Pedro estão nas respectivas seleções nacionais. E Rodrigo Caio, contundido, também não poderá ser aproveitado.

Já Arrascaeta e Diego estão em processo de transição e ainda dependem de avaliação para serem liberados a Ceni, o que parece improvável. Assim, o treinador terá de recorrer a dois laterais reservas – Matheuzinho e Renê. No ataque, a aposta será Gabriel, em seu primeiro jogo como titular após se recuperar de lesão e em busca de uma resposta após ver Pedro liderar o setor ofensivo da equipe enquanto ele esteve lesionado, o que rendeu, inclusive, a convocação de Tite para as Eliminatórias.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO X SÃO PAULO

FLAMENGO – Hugo Souza; Matheuzinho, Gustavo Henrique (Thuler), Natan e Renê; Willian Arão, Thiago Maia e Gerson; Michael, Gabigol e Bruno Henrique. Técnico: Rogério Ceni.

SÃO PAULO – Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Diego Costa e Reinaldo; Luan, Gabriel Sara, Daniel Alves e Igor Gomes; Brenner e Luciano. Técnico: Fernando Diniz.

ÁRBITRO – Anderson Daronco (Fifa/RS).

HORÁRIO – 21h30.

LOCAL – Maracanã, no Rio (RJ).

Por Estadão Conteúdo

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios