Destaque

Proprietários de vans escolares fazem manifesto em Ibiporã

Eles foram recebidos pelo prefeito João Coloniezi na prefeitura após carreata por várias ruas da cidade

Na manhã desta segunda-feira (13), vários proprietários de vans de transporte escolar, universitário e de turismo realizaram uma mobilização na Praça Pio XII para chamar a atenção da população e das autoridades, sobre o atual momento em que a categoria está passando.

Em Ibiporã hoje existem aproximadamente 30 vans em operação, sendo de 12 empresas diferentes e todas estão paradas a mais de 120 dias, em decorrência da pandemia do coronavírus. Segundo o Pastor Jordão, proprietário da Jordão Transportes muitos estão tendo que buscar alternativas para sobreviver.

© Portal GNews

“No nosso setor parou tudo. Veja bem. Shows não tem, viagens não tem. Então o setor de transporte escolar, o de turismo e o setor de transporte universitário, parou tudo. E nós fomos a primeira categoria a parar e provavelmente seremos a última a voltar, disse Jordão em entrevista à Rádio Alternativa FM.

Segundo ele, alguns motoristas estão vendendo pão, outros estão trabalhando como motorista de aplicativos, alguns estão vendendo verduras e legumes. Mas não são todos, por isso a iniciativa de chamar a atenção para a necessidade desses profissionais e dessa categoria.

A mobilização foi na praça Pio XII no inicio da manhã e de lá os motoristas saíram em carreata pelas ruas da cidade. Eles passaram por vias, importantes como a Paraná, André Sert, Getúlio Vargas, Santos Domunt, Prudente de Moraes, Estudantes, até chegar ao prédio da prefeitura de Ibiporã, onde foram recebidos pelo prefeito João Coloniezi (MDB).

Na prefeitura eles foram recebidos pelo prefeito João Coloniezi. Foto: PMI

“Nós fomos muito bem recebidos pelo prefeito e seus assessores. Entregamos a ele um ofício pedindo que, dentro da Lei, seja feito o possível nos socorrer. O prefeito informou que vai encaminhar nossos pedidos aos órgãos superiores e posteriormente nos dar uma resposta. O que precisamos neste momento é chamar a atenção, para a dificuldade que todos nós estamos tendo”, concluiu Jordão.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios