Agro

Produtores afetados pela pandemia são beneficiados com prorrogação do crédito rural até dezembro

Agricultores prejudicados pelo ciclone-bomba e pela estiagem também foram beneficiados com a medida

Foi publicada nesta segunda-feira (3) resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que prorroga o prazo de vencimento dos financiamentos do crédito rural aos agricultores de todo o país que tiveram as atividades prejudicadas pela pandemia da Covid-19. Segundo a publicação, as operações de custeio e investimento que venceriam em 15 de agosto foram prorrogadas para 15 de dezembro.

Além disso, de acordo com o documento, produtores afetados pela estiagem em cidades que tiveram estado de calamidade pública decretado e reconhecido pelo governo estadual, no período entre 20 de dezembro de 2019 e 30 de junho de 2020 também serão contemplados. Trabalhadores do campo prejudicados pelo ciclone-bomba, na região Sul, também serão beneficiados com o adiamento.

A resolução também eleva os limites de crédito de industrialização para agroindústria familiar, no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Fonte: Brasil 61

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios