Destaque

Polícia conclui que casal encontrado em carro carbonizado foi morto por desavenças familiares

Uma desavença familiar foi o motivo para que duas pessoas fossem mortas no último domingo (14), em Londrina. A conclusão é do delegado de Homicídios de Londrina, João Reis. Os corpos foram encontrados carbonizados dentro de um carro às margens da PR-445. O acusado foi preso quando se apresentou ao lado de um advogado à Polícia Civil de Londrina.

LEIA MAIS:

Dois corpos carbonizados e com mãos amarradas foram encontrados em carro incendiado

Amigos de Ibiporã lamentam a morte de Luis Carlos

O autor dos crimes, é um homem de 24 anos e sobrinho de uma das vítimas, a servidora municipal da Prefeitura de Londrina. Ele confessou ter matado primeiro a tia e depois o namorado. Na delegacia, ele contou detalhes do crime.

Durante interrogatório, ele contou que colocou os corpos no interior do carro de uma das vítimas e dirigiu sem rumo, parando às margens da rodovia para fumar. “Ele falou que fumou um cigarro atrás do outro e que não tinha intenção de colocar fogo no veículo”.

Para o delegado, o rapaz que não teve o nome divulgado, teria condições para cometer o crime sozinho. “Era alto e tinha um porte físico forte suficiente para carregar os corpos e se for provado que ele provocou as chamas, será indiciado também por ocultação de cadáver, além da acusação de homicídio qualificado”.

Brigas – Com base no depoimento do rapaz, as brigas entre os familiares começaram com a morte do pai do acusado. À época foram registrados boletins de ocorrência, por calúnia e difamação. “Essa tia teria enviado um áudio para os familiares dizendo que iria soltar fogos e fazer um churrasco para comemorar a morte do pai dele. Isso o deixou totalmente transtornado”, disse o delegado.

Ainda de acordo com o depoimento do suspeito, a mulher estava proibida de ir até sua casa, porém na noite do domingo foi visitar a irmã. Foi então que iniciou uma discussão e o ele apontou um revólver calibre 32 para a servidora, que teria dito: “atira”.

Diante do confronto, o acusado atirou contra a mulher e mediante a reação do namorado, o homem também foi alvejado. Identificado como Luis Carlos Tenório Araújo, o corpo do homem foi sepultado nesta terça-feira (16), em Jataizinho.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios