Polícia

Paraná é o segundo estado brasileiro com maior número de apreensões de mercadorias

Mais de 733 milhões de reais em mercadorias foram apreendidas pela Receita Federal durante o ano passado, somente no Paraná. Em todo o País, foram cerca de três bilhões, 250 milhões de reais em mercadorias apreendidas. O volume de produtos contrabandeados é 3,2% maior em relação ao que foi apreendido no ano anterior. Juntos, Paraná e São Paulo somaram quase a metade do montante total de apreensões no Brasil. O estado vizinho aparece no topo da lista, com cerca de 746 milhões e cem mil reais em itens apreendidos.

Segundo o auditor fiscal, André Ferreira dos Santos, chefe da Divisão de Combate ao Contrabando da Receita Federal do Estado e de Santa Catarina, o Paraná é uma porta de entrada do contrabando justamente pela posição geográfica, próxima ao Paraguai.

A maior parte dos itens apreendidos foram cigarros, com 35,6% do total; seguido por eletroeletrônicos (11,4%), vestuário (7%) e brinquedos (4,7%). Entre os eletrônicos, o maior valor apreendido foi de smartphones.

Para reprimir o contrabando, a Receita Federal realizou, durante todo 2019, quatro mil novecentas e cinquenta e cinco operações. Pra se ter uma ideia, no ano anterior, foram três mil trezentas e quarenta e sete ações desse tipo. Scanners e cães auxiliam nos trabalhos de repressão aduaneira. O auditor fiscal lembra que produto contrabandeado não tem nota fiscal e nenhuma garantia.

O balanço da Receita Federal também revelou que mais de 15 toneladas de cocaína foram apreendidas no Paraná durante todo o ano passado. O volume corresponde a 26% do total de cocaína apreendida no Brasil. A quantidade também é 211% maior em relação ao que foi apreendido em 2018.

Por BandNews Curitiba

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios