Saúde

Paraná completa mais uma semana sem novos casos de sarampo

De acordo com o boletim da Secretaria Estadual da Saúde desta sexta-feira (26), o Estado está há mais de 60 dias sem registros da doença. Porém, são necessários 90 dias para que a situação de surto seja afastada. Os dois últimos casos confirmados de sarampo foram registrados no dia 24 de abril deste ano, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.

O monitoramento do sarampo começou em agosto de 2019, quando foi confirmado o primeiro caso, em Campina Grande do Sul, também na Região Metropolitana, após 20 anos sem registros da doença no Paraná. Até o dia 24 deste mês, quando foram fechados os dados do boletim desta sexta-feira (26), o Paraná somava 3.433 notificações para o sarampo. Sendo 1.536 de casos confirmados; 1.020 de casos em investigação e 877 de casos que já foram descartados. Em relação ao informe anterior, a publicação desta sexta (26) traz 256 casos a mais.

A Coordenação de Vigilância Epidemiológica explica que são casos que já estavam em investigação e por isso não são considerados novos. O Ofício do Ministério da Saúde enviado a todos estados informa que o prazo da campanha de vacinação contra o sarampo foi prorrogado, de 30 de junho para o dia 31 de agosto.

Desta forma, a vacinação para pessoas na faixa etária de 20 a 49 anos, segue em todo o Paraná. Além da campanha, a vacina contra o sarampo é aplicada na rotina da imunização, de acordo com o calendário nacional de vacinação. A Sesa recomenda que os pais fiquem atentos às datas na caderneta de vacinação dos filhos para o recebimento das doses no período correto.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios