Notícias

Mortes por afogamento caem 71% no litoral em um ano

O número de mortes por afogamentos registrou queda de 71% em um ano no litoral. De acordo com o Corpo de Bombeiros, do início da Operação Verão 2019/2020, em 21 de dezembro até agora, duas pessoas morreram enquanto na temporada do ano passado sete mortes foram registradas. Os casos de afogamentos graves também caíram, de dez para quatro. Outro número que reduziu foi o de salvamentos em praias e rios do litoral.

Conforme os bombeiros, nesta temporada foram 417 ocorrências, enquanto no ano passado, 478 casos foram atendidos, uma diminuição de 61 casos.

Para a tenente Virginia Turra do Corpo de Bombeiros, a queda nos registros de afogamentos e de ocorrências mais graves é reflexo da maior conscientização dos banhistas.

A tenente orienta, ainda, que para maior segurança, o veranista deve nadar em locais entre duas bandeiras de cores vermelho sobre amarelo, as quais sinalizam a área protegida por guarda-vidas. Além disso, deve se evitar rios e córregos. Neste verão, mais de 700 militares e guarda-vidas civis trabalham e todo o Paraná. Só no litoral são mais de 430 bombeiros guarda-vidas.

Por BandNews Curitiba

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios