Saúde

Ministério da Saúde alerta para interiorização da Covid-19

Dados apresentados pelo Governo Federal nesta quarta-feira (01) mostram que números de casos confirmados de coronavírus vêm crescendo no interior do país

No primeiro dia do segundo semestre de 2020, o Brasil ultrapassou a marca de 60 mil mortes por Covid-19. Ao todo, de acordo com os dados atualizados do Ministério da Saúde, são 60.632 óbitos em todo o país, sendo pouco mais de mil nas últimas 24 horas. O total de casos confirmados é de 1.448.753. Destes, 46.712 foram registrados desde a última atualização dos números, na noite de terça-feira (30).

O boletim epidemiológico apresentado pelo Governo Federal em entrevista coletiva nesta quarta-feira (01) aponta que os casos confirmados e os óbitos têm avançado no interior do Brasil e diminuído entre as capitais dos estados.

De todos os 5.570 municípios brasileiros, 5.021 (90,1%) apresentam registros confirmados da Covid-19. Quando analisado o cenário das mortes, esse percentual cai quase pela metade – 2.551 (45,8%) cidades já registraram óbitos por coronavírus.

No Nordeste, por exemplo, entre a última semana e a atual, houve aumento de 5% nos casos confirmados e 6% nos óbitos. Já no Centro-Oeste, o avanço da Covid-19 é maior – 9% nos casos e 36% nas mortes.

“Há uma distribuição de óbitos no interior, o que mostra a evolução da doença e a interiorização dela na região Nordeste. No Centro-Oeste tem aumentado o número de casos e óbitos. Quando nós olhamos para a questão dos óbitos, verificamos que a densidade das mortes se encontra, obviamente, nos grandes centros, mas também há uma interiorização relevante com relação a isso”, avaliou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros.

O boletim epidemiológico do Governo Federal aponta também que 57% (826 mil) das pessoas que tiveram a Covid-19 estão recuperadas e que 561.255 casos estão em acompanhamento.

SRAG

O Ministério da Saúde ainda atualizou os números de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil. O total de hospitalizações por SRAG é de 323.423. Deste total, 148.785 (44,7%) são por Covid-19.

Em relação aos óbitos, dos 84 mil por SRAG, 6.676 foram por coronavírus. A faixa etária predominante nas internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave é acima de 60 anos – representa 50% do total. Cerca de 60% apresentavam pelo menos um fator de risco. Cardiopatia e diabetes são as comorbidades mais comuns.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios