Geral

Mais de 40 países fecham fronteiras por causa do coronavírus

Mais de 40 países já restringiram as fronteiras a estrangeiros por causa da pandemia do novo coronavírus. A medida é uma das maneiras de conter o avanço da covid-19 que, segundo boletim da Organização Mundial da Saúde (OMS), atingiu 151 nações e territórios.

As primeiras estratégias de controle de acesso ou suspensão de voos tinham como alvo a China. Com a disseminação da doença nas últimas semanas, no entanto, os controles de fronteiras envolvem número cada vez maior de países.

Diferentemente de vizinhos como Argentina, Uruguai e Paraguai, o Brasil optou por ainda não restringir a entrada de estrangeiros. O presidente Jair Bolsonaro afirmou na segunda-feira, 16, apenas que pode adotar controle maior e exigir exames para quem quiser entrar no País a partir da Venezuela.

No Brasil, 234 casos foram confirmados e o País já registra transmissão local do vírus, de acordo com o Ministério da Saúde. São Paulo é o Estado que contabiliza mais notificações com resultados positivos (152).

A circulação do vírus teve início na China, que concentra a maioria dos casos da doença (cerca de 81 mil no total), mas Coreia do Sul e Irã são países que têm número elevado de registros. A Itália é o principal foco do coronavírus na Europa, considerado o atual epicentro da pandemia.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios