Notícias

Justiça nega pedido de entidades e mantém comércio fechado em Londrina

A Justiça negou nesta terça-feira (7) o pedido liminar formulado no mandado de segurança impetrado por entidades representativas de Londrina que poderia manter o comércio e outros setores da economia funcionando em Londrina.

Com isso, continua valendo na cidade o decreto estadual que determinou o fechamento de todas as atividades consideradas não essenciais, como shoppings, feiras livres, bares, academias, salões de beleza, clubes, além do comércio de rua.

O mandado de segurança com pedido liminar foi elaborado por 10 entidades de Londrina, entre elas Acil, Sociedade Rural do Paraná (SRP), Sindicato do Comércio Varejista (Sincoval) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e também por deputados federais da região.

A ação judicial pedia autonomia de Londrina na condução da pandemia, dando o poder de decisão de abertura ou fechamento do comércio para o prefeito Marcelo Belinati (PP), que já se mostrou favorável à continuidade das atividades não essenciais.

A decisão foi assinada pelo desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Por Tarobá News

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios