Esportes

Jogadores do LEC participam de campanha contra violência doméstica

Iniciativa pretende conscientizar a população

A Delegacia da Mulher de Londrina, a Comissão da Mulher Advogada da OAB Londrina, o Londrina Esporte Clube, a Polícia Militar e Poder Rosa vão realizar uma campanha de prevenção à violência doméstica e familiar contra as mulheres. A campanha será no domingo (02), na partida entre Londrina e Coritiba, válida pelo Campeonato Paranaense. Na ocasião, os jogadores do Tubarão vão entrar em campo com uma faixa com o slogan “Violência Contra a Mulher: não faça parte desse jogo”. O objetivo é conscientizar e incentivar as denúncias de violência praticada contra a mulher.

Durante a partida, o locutor do estádio do Café vai destacar informações antes da partida e no intervalo, esclarecendo questões sobre a Lei Maria da Penha. Policiais da Delegacia da Mulher, advogadas da Comissão da Mulher Advogada, Policiais Militares e o Poder Rosa estarão entregando panfletos com informações e estarão a disposição para o esclarecimento de quaisquer dúvidas.

De acordo com as instituições promotoras, a escolha do futebol, como meio para a realização da campanha, é uma tentativa de alcançar, cada vez mais, o público masculino a fim de prevenir e informar sobre a violência contra as mulheres. As ações direcionadas a esse público visam, entre outras mensagens, alertar para a condição da mulher, tentando desconstruir a ideia de que o corpo e mente da mulher se constituem em objetos à disposição do outro.

A campanha busca, portanto, incentivar o respeito em relação à mulher em qualquer ambiente em que ela escolha estar: em casa, na rua, no trabalho ou no estádio de futebol.

Por Assessoria de Imprensa

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios