Ibiporã terá abrigo emergencial para moradores de rua

A prefeitura de Ibiporã vai disponibilizar nos próximos dias, abrigo temporário para moradores em situação de rua na cidade. O objetivo é ampliar o acolhimento e a proteção social...
Secretária de Assistência Social busca parceria com entidades para implementação do projeto Fotos Crédito: Divulgação/NCS/PMI

A prefeitura de Ibiporã vai disponibilizar nos próximos dias, abrigo temporário para moradores em situação de rua na cidade. O objetivo é ampliar o acolhimento e a proteção social dessa população em situação.

Inicialmente os moradores de rua serão alocados no Ginásio de Esportes do Jardim Pérola. Cabe a prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social, a aquisição de mobiliário e itens de higiene pessoal. De acordo com a pasta, 25 pessoas se encontram em situação de rua no município atualmente.

Na semana passada, houve uma reunião entre representantes da Secretaria de Assistência Social, com representantes de entidades que realizam trabalho com a população em situação de rua. No encontro foi firmado uma parceria visando à execução das ações socioassistenciais. “Neste abrigo provisório os moradores em situação de rua terão acesso a local para dormir, alimentação, banho, cuidados de higiene pessoal, avaliação das condições de saúde, testagem para a Covid-19, atendimento psicossocial e encaminhamento conforme a necessidade de cada pessoa ou família. Também contaremos com o apoio de algumas secretarias para o desenvolvimento de atividades que mantenham as pessoas ocupadas durante o dia”, explica a secretária de Assistência Social, Ireny Sorge.

Ainda de acordo com Ireny Sorge, com o abrigo o temporário, o governo municipal quer garantir o isolamento social desta população neste período de frio e pandemia da Covid-19, minimizando, desta forma, os riscos de transmissão do vírus. “Esta ação articulada coloca à disposição destas pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social uma estrutura que possibilitará um atendimento digno, que ao mesmo tempo atenda as especificações do Ministério da Saúde, permitindo, sobretudo, a preservação da vida”, argumenta Ireny.

O trabalho respeitará todas as orientações de proteção, distanciamento e higiene recomendadas pelas autoridades sanitárias.

Com Assessoria

Categorias
Destaque

POSTS RELACIONADOS