Polícia

Homem tem dedo decepado com facão em Jataizinho; torturadores filmaram a ação

A Polícia Militar agiu rápido e conseguiu prender um criminoso acusado de ter espancado e torturado um homem, na madrugada desta terça-feira (29) na Vila Frederico, em Jataizinho. Toda a ação foi gravada pelos próprios autores do crime. As imagens foram divulgadas e chocam pela crueldade.

A imagem mostra que a vítima é obrigada a colocar a mão em um muro e com um facão, o agressor decepa um dos dedos dela. Após decepar o dedo da vítima, o traficante o pega na mão e mostra para o homem. Ele tenta correr, mas antes de fugir leva vários golpes com pedaços de pau.

Não demorou muito e a Polícia Militar prendeu um dos autores do crime. Ele não ofereceu resistência e confessou que teve participação na tortura. O Sargento Vanildo disse em entrevista à TV Tarobá que o preso informou “que o cidadão teria furtado entorpecentes na biqueira e esqueceu um tênis. Diante dos fatos, resolveram penalizá-lo cortando um dos dedos da mão. Segundo eles, iriam cortar os cinco dedos, mas o elemento conseguiu se evadir“.

A vítima foi encaminhada ao hospital e não teve o nome divulgado. O caso será investigado pela Polícia Civil de Ibiporã, pelo delegado Vitor Dutra, que busca a identificação dos outros envolvidos. Portugal já é conhecido dos policiais com outras passagens e estava utilizando tornozeleira eletrônica, sendo considerado de grande periculosidade. As roupas em que aparece no vídeo no momento das agressões foram apreendidas como provas de sua participação.

Com informações da TV Tarobá

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios