Polícia

Homem acusado de assassinar menina Emanuelle morre na cadeia

Menina de 8 anos foi levada de um parquinho e encontrada morta quatro dias depois.

O acusado de matar a pequena Emanuelle Pestana de Castro, de oito anos, supostamente cometeu suicídio na madrugada desta quarta-feira (15). Aguinaldo Guilherme Assunção, de 49 anos, morreu no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cerqueira Cesar (distante 182 quilômetros de Marília).

Ele havia confessado, durante depoimento à polícia, que matou a menina por vingança contra a família da vítima. Ele morava próximo da casa da menina.

Emanuelle estava desaparecida desde a última sexta-feira (10), quando foi vista brincando em uma praça na cidade de Chavantes (distante 112 quilômetros de Marília).

O corpo da garota foi localizado por volta das 23h de segunda-feira (13), em uma área de mata na Fazenda Santana Nova, zona rural do município da região.

A polícia foi até o local indicado por Aguinaldo e após horas de buscas encontrou Emanuelle morta ao lado de um córrego.

Aguinaldo teria se enforcado com um lençol, segundo informações da polícia. O corpo dele foi levado para o IML de Avaré, ainda não há informações sobre o velório e enterro.

Emanuelle foi morta com 13 facadas (Foto: Arquivo Pessoal)

13 facadas

Aguinaldo contou à polícia que matou por vingança, já que a mãe dela não deixava a menina brincar com o enteado dele.

O corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde um exame de corpo de delito vai esclarecer se houve abuso sexual. Aguinaldo foi preso e encaminhado para uma cadeia da região.

Foram identificadas marcas de faca pelo corpo. A princípio a polícia havia dito que seria uma nas costas e três no peito, porém o laudo apontou que ao todo foram 13 ferimentos, sendo oito nas costas e o restante no peito.

Após levantar imagens de circuito de monitoramento ao redor da praça onde Emanuelle brincava quando desapareceu, a polícia descobriu que Aguinaldo aparecia duas vezes no vídeo. No mesmo dia, ele aparece cada vez com uma roupa diferente.

O homem foi interrogado nesta segunda e em um primeiro momento negou saber qualquer informação sobre o desaparecimento da menina, porém mais tarde acabou confessando o crime.

Emanuelle foi sepultada sob forte comoção na tarde de ontem, no Cemitério de Irapé, distrito de Chavantes.

Com informações do Marília Notícia

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios