Economia

Fundo de Participação dos Municípios repassa última parcela de junho nesta terça-feira (30)

Em comparação com o mesmo período de 2019, repasses do benefício caíram cerca de 21%

A terceira parcela de junho Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deve ser depositada nas contas das prefeituras nesta terça-feira. Segundo previsão da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o último repasse do mês deve somar cerca de R$ 1,840 bilhão, cerca de 21% a menos dos valores recebidos no mesmo período de 2019. Esse valor desconta as transferências Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Com os repasses do Fundeb, o total de transferências da União aos municípios totaliza R$ 2,3 bilhões. Ao todo, em junho, o FPM deve somar pouco mais de R$ 6,2 bilhões. As transferências do benefícios ocorrem três vezes por mês.

A última parcela do socorro do governo federal a estados municípios deve ser depositada na segunda quinzena de julho. A Confederação Nacional dos Municípios alega que a ajuda da União ainda é insuficiente.

Por Agência Brasil 61

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios