Notícias

Fomento Paraná reduz juros para operações de microcrédito

Redução em 3 pontos percentuais representa 15,4% no microcrédito normal e até 22,4% na linha Banco da Mulher Paranaense. Esse foi o segundo corte feito pela agência na gestão Ratinho Junior.

A Fomento Paraná, instituição financeira do Governo do Estado, anunciou a redução nas taxas de juros nas operações de microcrédito, tanto para contratações normais quanto para o Banco da Mulher Paranaense. As taxas foram reduzidas em 3 pontos percentuais, o que representa 15,4% no microcrédito normal e até 22,4% na linha exclusiva para o público feminino.

A menor taxa de juros do microcrédito, que era de 1,49% ao mês, cai para 1,28% para clientes com menor risco de crédito, classificados como bons pagadores, e também empreendedores que fazem cursos de capacitação gerencial do Sebrae-PR ou do Bom Negócio Paraná. Já em relação ao Banco da Mulher, o índice passa de 0,98% para 0,76%, uma variação de 22,4%.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lembra que este foi o segundo corte promovido pela agência em menos de um ano. “É mais uma medida de apoio aos empreendedores, para que pequenos negócios prosperem, contratem trabalhadores e contribuam para movimentar a economia”, diz o governador.

“A política de desenvolvimento econômico deve abranger melhoria da infraestrutura do Estado e ações para atração de investimentos, mas também crédito e suporte aos pequenos negócios, porque eles capilarizam a geração de renda e na sua maioria concretizam sonhos de homens e mulheres empreendedores. A redução dos juros do microcrédito tem também forte conotação social”, afirma.

Redução em 3 pontos percentuais representa 15,4% no microcrédito normal e até 22,4% na linha Banco da Mulher Paranaense. Foto: Jose Fernando Ogura/AEN

A redução nas taxas do microcrédito foi anunciada pelo diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves, durante reunião do secretariado, terça-feira (12), no Palácio Iguaçu.“O Governo do Estado procura colaborar com quem quer gerar riquezas, emprego e renda no Paraná. Essa diminuição dos juros acompanha uma tendência nacional e vem em boa hora para impulsionar ainda mais a economia paranaense”, destacou o vice-governador Darci Piana.

O microcrédito é o segmento que apresenta maior procura e maior volume de operações na Fomento Paraná. Segundo Neves, foram liberados R$ 357 milhões em 34 mil contratos nos últimos dez anos. O volume passou de R$ 10,4 milhões contratados em 2010 para R$ 62,1 milhões em 2019, quando foram firmados mais de 5.300 contratos.

“O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou mais uma redução. É um alinhamento, principalmente com as condições de captação de recursos por parte da Fomento Paraná, especialmente aqueles vindos do BNDES”, disse o diretor-presidente. “São condições ainda mais favoráveis para que o nosso empreendedor possa manter ou expandir seus negócios”, acrescentou.

BANCO DA MULHER – Em relação ao Banco da Mulher, o índice passa de 0,98% para 0,76%, uma variação de 22,4%. O programa, lançado pelo governador Ratinho Junior no ano passado, possui atualmente 1.171 contratos em vigor, representando um crédito de R$ 14,8 milhões já colocado no mercado. “É um elemento muito importante para manter o ambiente favorável da economia no Estado”, destaca Heraldo Neves.

De acordo com ele, a justificativa para a redução é que o Governo Federal baixou a taxa Selic, de 6,50% ao ano, mesma época do ano passado, para 4,25% anunciados na semana passada. A expectativa de inflação também está mais baixa, caminhando para fechar 2020 em torno de 3,25%.

“A decisão de redução das nossas taxas considera uma leitura do mercado de crédito e acompanha os custos de captação de recursos, que também estão em queda”, explica Neves.

TAXAS – A primeira redução de juros por parte da Fomento Paraná na gestão Ratinho Junior ocorreu em abril do ano passado. Na ocasião, as taxas para empresas de micro, pequeno e médio portes tiveram diminuíram em média 1,29 ponto percentual ao ano, enquanto no microcrédito a redução foi de 3,32 pontos percentuais.
A menor taxa de juros do microcrédito, que era de 1,73% ao mês, havia caído para 1,49% e agora passa a ser de 1,28% ao mês.

“O crédito tem se tornado cada vez mais importante, porque cada real investido tem um efeito multiplicador importante para geração de empregos, renda e de tributos, que são importantes para a execução de políticas públicas”, ressaltou Neves.

PRESENÇAS – Participaram da reunião em que foi anunciada a redução da taxa de juros o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Hussein Bakri, e o vice-líder, deputado estadual Tiago Amaral.

Por AEN PR

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios