Polícia

Estudante universitária morre ao passar mal em festa eletrônica

A morte da estudante universitária Larissa Rodrigues de Campos, 20 anos, causou uma enorme comoção nas redes sociais no fim de semana. Larissa passou mal em uma festa eletrônica no bairro Prado Velho, em Curitiba, e, mesmo sendo encaminhada ao Hospital Cajuru, ela morreu no sábado (15).

Estudante de Engenharia Química, Larissa foi participar do Carnavibe, considerada a maior festa eletrônica pré-carnaval do Brasil. O corpo foi direcionado ao Instituto Médico Legal (IML).

O laudo que irá definir o motivo da morte deve ficar pronto em 30 dias. A investigação da Polícia Civil está com a Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). A aluna foi sepultada domingo (16) no Cemitério Vertical, no bairro Tarumã.

Em nota, a organização da festa lamentou a morte de Larissa e que ela teria entrado no evento já apresentando problemas de saúde. Confira na íntegra a explicação do Carnavibe:

Antes de tudo, lamentamos profundamente o triste fato ocorrido no início da tarde do último sábado. São décadas de atuação no mercado do entretenimento, levando diversão para milhares de pessoas, e nunca imaginamos passar por algo parecido. Não existem palavras para descrever nosso sentimento.

A jovem reclamou de seu estado de saúde momentos depois de entrar no evento. Na sequência, foi prontamente atendida em nosso ambulatório, que contava com todos os profissionais e equipamentos necessários para realização dos primeiros socorros.

Após o atendimento inicial, ela foi encaminhada para o Hospital Cajuru, seguindo os procedimentos exigidos em casos com essa complexidade. A organização do evento se coloca à disposição dos familiares e das autoridades responsáveis para ajudar em tudo o que estiver ao nosso alcance.

Por Tribuna do Paraná

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios