Economia

Dólar fecha dia em queda mas acumula alta de 1,6% em junho

O dólar firmou queda nos negócios da tarde, após uma manhã de oscilações. Profissionais das mesas de câmbio ressaltam que, além de devolver parte da alta da sexta-feira, quando subiu 2,4%, começaram a pesar nos negócios fatores técnicos, principalmente a disputa por investidores para a definição do referencial Ptax de junho, trimestre e semestre, usado em balanços e contratos cambiais, que será conhecido nesta terça-feira, 30. Por conta desta disputa, o dólar futuro teve queda mais pronunciada que o mercado à vista, com o real tendo o melhor desempenho hoje em uma cesta de 34 moedas mais líquidas.

O dólar à vista encerrou em baixa de 0,62%, cotado em R$ 5,4265. No mercado futuro, o dólar para julho recuava 1,07%, a R$ 5,4270 às 17 horas.

Além da Ptax, traders destacam que os negócios de hoje e, principalmente amanhã, vão ser marcados por ajustes técnicos e mudanças de portfólios de carteiras de fundos e outros investidores internacionais, por concentrar o final de vários períodos, de mês a semestre. Por isso, a expectativa é de volatilidade ainda mais alta.

O dólar que chegou a cair em junho mais de 5%, agora caminha para terminar o mês em alta. Até o fechamento de hoje, subia 1,64%. Assim, deve encerrar o semestre com valorização de 41,30%. Com isso, o real é em 2020 a moeda com pior performance mundial perante o dólar, considerando as 34 principais moedas.

Estrategistas de moedas do Bank of America destacam que o aumento do risco político no Brasil, investidores estão “claramente preferindo” o peso do México ao real. No ano, o dólar sobe 22% ante o peso mexicano.

Por Estadão Conteúdo

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios