Notícias

Deputados lançam Frente para fiscalizar encerramento dos contratos de pedágio

Concessionárias encerram contratos de pedágio com o Estado do Paraná em 2021. Porém, o Governo do Estado abriu mão da renovação e passou a tarefa para o Governo Federal. No sentido de fiscalizar essa transição, entre o encerramento dos antigos contratos e a assinatura de novos compromissos, um grupo de deputados paranaenses lançou na manhã desta segunda-feira (14), na Assembleia Legislativa do Paraná, a Frente Parlamentar do Encerramentos do Contratos de Pedágio.

Requião Filho também integra o grupo e em seu pronunciamento, falou que será preciso ficar de olhos bem abertos ao novo modelo de concessão que será proposto pelo Governo Federal. “Vamos fazer pressão política e contar com o apoio popular para que tenhamos um pedágio mais justo, já que não vamos nos livrar dessa praga, que ao menos seja mais justo. Vamos fazer o possível para que esse nosso barulho reverbere em Brasília e possamos nos livrar desse modelo maldito que temos hoje”.

LEIA TAMBÉM – Fechamento de retorno em na BR-369 gera revolta em Jataizinho

Integram a frente os deputados: Arilson Chiorato (Coordenador), Anibelli Neto, Boca Aberta Junior, Dr. Batista, Gilson de Souza, Goura, Homero Marchese, Delegado Jacovós, Luciana Rafagnin, Luiz Carlos Martins, Luiz Claudio Romanelli, Luiz Fernando Guerra, Mabel Canto, Maria Victoria, Requião Filho, Paulo Litro, Professor Lemos, Soldado Adriano José, Soldado Fruet, Subtenente Everton, Tadeu Veneri, Tercílio Turini, e Reichembach.

Veja o vídeo em que o Deputado Requião Filho fala sobre o assunto.

Por Assessoria

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios