Economia

Com descontos de até 90%, bancos farão mutirão de renegociação de dívidas em dezembro

As ações podem atingir 144 milhões de brasileiros

O Banco Central e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) assinaram nesta quinta-feira, 21, um entendimento que prevê um mutirão de renegociação de dívidas em agências bancárias de todas as 27 capitais do País. Segundo o presidente da Febraban, Murilo Portugal, as agências bancárias ficarão abertas até as 20h entre 2 e 6 de dezembro para renegociar débitos.

Ao todo, 261 agências bancárias do Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander participarão do mutirão. Segundo Portugal, além de renegociação de dívida, os clientes também terão acesso a orientações de educação financeira.

Os bancos ainda não fecharam as condições que vão oferecer, mas os descontos chegarão a 90%. É o caso do Santander, em que a redução no valor devido poderá ser dessa magnitude nas dívidas com atraso acima de 60 dias, dependendo do caso. A instituição também promoverá cortes de até 20% nas taxas cobradas de clientes com atraso inferior a 60 dias.

A medida é parte do Acordo de Cooperação Técnica assinado entre a autoridade monetária e a associação nesta quinta, com o objetivo de promover ações coordenadas na área de educação financeira. O entendimento prevê a criação de um plataforma que, além de conteúdo educacional, irá “medir a saúde financeira” dos que desejarem participar. E, ainda, premiação para incentivar ações de educação financeira.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, destacou que as ações podem atingir 144 milhões de  brasileiros.

‘Descontos especiais’

O diretor de Autorregulação e Relações com Clientes da Febraban, Amaury Oliva, destacou que não há padronização de descontos ou condições de parcelamento e os bancos ficarão livres para realizar as renegociações de acordo com seus termos. Ele ponderou, no entanto, esperar “descontos especiais” na semana.

As agências que trabalharão em horário estendido serão divulgadas na próxima segunda-feira, 25, no portal da Febraban. Além da renegociação nas agências, o consumidor também poderá recorrer aos canais digitais dos bancos e à plataforma www.consumidor.gov.br

Febraban e BC não souberam mensurar quantas pessoas serão atendidas ou quanto em dívida será negociado. “Não planejamos uma meta, depende do interesse do cidadão e do consumidor de procurar o banco. Esperamos que adesão seja grande porque os bancos estão propiciando condições necessárias”, afirmou o chefe do Departamento de Promoção e Cidadania Financeira do Banco Central, Luis Gustavo Mansur.

Fonte: Folhaprees

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios