Notícias

Centrais de atendimento orientam tiram dúvidas sobre o coronavírus

Instaladas pelo Governo do Estado, as centrais atuam 24 horas para orientar, esclarecer e tirar dúvidas.

Estudantes e profissionais da área da saúde estão disponíveis 24 horas por dia para tirar as dúvidas dos paranaenses sobre o novo coronavírus. Centrais de atendimento foram instaladas pelo Governo do Estado em sete regiões para esclarecer a população sobre a pandemia da Covid-19, orientar sobre os cuidados necessários e também fazer uma espécie de triagem para quem tem os sintomas da doença.

Em Curitiba, o trabalho é coordenado pela Ouvidoria Geral de Saúde do Paraná, da Secretaria de Estado da Saúde. Desde o primeiro caso confirmado de Covid-19, em 13 de março, o órgão já atendeu mais de 7 mil ligações, de todo o Estado. No Interior, o atendimento é feito pelas universidades estaduais desde o fim do mês passado.

ESTUDANTES – A Ouvidoria de Saúde ganhou um reforço de 30 estudantes dos últimos períodos de medicina, que se revezam em quatro turnos para tirar as dúvidas que chegam pelos telefones 0800 644 44 14 ou (41) 99117-3500 (só recebe), pelo Whatsapp (41) 3330-4414 ou pelo site www.saude.pr.gov.br, no link da Ouvidoria.

“Nós atendemos desde pessoas que têm dúvidas sobre seu quadro clínico, até aquelas que querem informações sobre as medidas adotadas pelo Estado e as orientações do Ministério da Saúde”, explica o ouvidor-geral de Saúde do Paraná, Yohhan Garcia de Souza.

“As pessoas são orientadas corretamente quando buscar o pronto-atendimento ou quando os sintomas podem ser de outras síndromes respiratórias. Desta forma, são menos pessoas saindo na rua ou indo à Unidade de Saúde, o que pode colocar elas ou os outros em risco”, ressalta.

Estudante do último ano de medicina da Universidade Positivo, Laura Bolleta Marques está entre os bolsistas selecionados para tirar as dúvidas da população. Ela conta que além de contribuir com informações corretas sobre o novo coronavírus, a experiência também está sendo um aprendizado no momento em que as aulas estão suspensas.

“Podemos aplicar o conhecimento que temos da sala de aula para embasar tecnicamente as respostas. Em grande parte do atendimento as pessoas querem informações sobre o ciclo viral ou quais medicamentos tomar”, conta Laura.

“Quanto aos sintomas, nossa orientação é lavar as mãos e fazer o isolamento quando são parecidos com outras síndromes gripais. Em casos de febre que durem mais de 24 horas ou dificuldades grandes para respirar é que orientamos a procurar um serviço hospitalar”, diz.

De acordo com ela, o trabalho também é importante para tranquilizar a população. “Às vezes recebemos ligações em que a pessoa diz que não sabe se o que está sentindo são sintomas de ansiedade ou da Covid-19. Por isso é importante ter esses canais para prestar o melhor atendimento possível, que tranquilize quem está do outro lado da linha”, ressalta.

Quer saber quais são as principais dúvidas tiradas pelas equipes das centrais? Clique AQUI

INTERIOR – As Universidades Estaduais de Londrina (UEL), de Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro), do Oeste do Paraná (Unioeste) e do Norte do Paraná (UENP) também montaram centrais de atendimento para orientar a população. Professores e alunos atuam em conjunto com as prefeituras e Regionais de Saúde.

No total, foram selecionados 114 atendentes por meio de uma chamada pública aberta em parceria pela Superintendência Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a Secretaria de Estado da Saúde, a Fundação Araucária e as universidades estaduais. A ação faz parte do edital que prevê um investimento de R$ 8 milhões em ações de prevenção e combate ao coronavírus.

CAMPOS GERAIS – Na UEPG, o serviço iniciou na quarta-feira (1), no número 0800 200 4300. A ação acontece em parceria com a Prefeitura de Ponta Grossa e a Fundação Municipal de Saúde. Os estudantes passaram por um treinamento, para alinhar a linguagem e receber orientações sobre as estratégias de atendimento.

“Estamos unidos para trazer as informações mais corretas possíveis para nossa comunidade. Também está sendo um aprendizado para nós”, aponta a secretária municipal de Saúde de Ponta Grossa, Ângela Conceição Oliveira Pompeu.

CENTRO – Em Guarapuava, na região central do Estado, três professores e 12 estudantes do quarto e do quinto anos do curso de Enfermagem da Unicentro começaram no dia 2 de abril os atendimentos em um call center, que vai operar como um complemento à Central de Atendimento para essoas com dúvidas ou sintomas do novo coronavírus instalada pela Prefeitura, que funciona pelo número 0800 642 0019.

O call center foi montado na unidade-escola de Enfermagem, no campus Cedeteg da Unicentro. Para isso, a direção do campus disponibilizou cinco ramais na unidade-escola para atender as ligações.

“Eles atuam de segunda a domingo, fazendo ligações ou retornando os telefonemas de pessoas de Guarapuava que ligaram para a central da prefeitura”, explica a coordenadora institucional do projeto de extensão, professora Alexandra Madureira, do Departamento de Enfermagem. “A partir da listagem do 0800, eles entram em contato para saber se os sintomas passaram, como é que a pessoa está ou para fazer uma nova avaliação. Conforme a situação, eles encaminham para atendimento”, diz.

NORTE PIONEIRO – No Norte Pioneiro do Estado, a UENP iniciou, no começo do mês, uma Central de Informações sobre a doença covid-19. A equipe da UENP é formada por 12 alunos do curso de Enfermagem da instituição, além de três professores orientadores. Os atendimentos são realizados das 8h às 17h de segunda a sexta-feira. A central atende pelo número 0800 645 1525.

A pró-reitora de Extensão e Cultura da Universidade, Simone Cristina Castanho Sabaini de Melo, destaca a importância da ação para o enfrentamento da doença como medida preventiva para a contenção da propagação da covid-19 na região.

“Esta ação remota de atendimento à comunidade contribui para o enfrentamento da covid-19, por meio da orientação às pessoas com dúvidas ou mesmo na triagem de pacientes com suspeita de contaminação para que seja feito o encaminhamento adequado”, diz.

NOROESTE – A Universidade Estadual de Maringá (UEM) criou uma plataforma digital com uma rede de atendimento remoto que tira dúvidas sobre a Covid-19. O portal de Evidências Científicas pode ser acessado pelo link www.cpr.uem.br/index.php/covid-19-evidencias e traz textos de estudantes e professores falando sobre a prevenção, cuidados e combate à pandemia, com informações de artigos científicos ou das orientações da Secretaria da Saúde.

NORTE – Cerca de 20 bolsistas e voluntários participam do projeto UEL pela Vida, contra o Coronavírus, que leva informações e apoio à população por meio de call center. Uma equipe de cinco profissionais e estudantes da área de saúde faz o atendimento pelo número 0800 400 1234.

Os extensionistas trabalham em turnos, com retaguarda da equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina. O Disque Corona funciona das 7 às 22 horas (de segunda a sexta-feira) e das 8 às 17 horas (nos finais de semana).

OESTE – Para atender à região Oeste, a Unioeste instalou duas linhas telefônicas, uma na cidade de Cascavel, que funciona no 0800 200 4501, e outra em Foz do Iguaçu, pelo número 0800 200 4502.

Por AEN

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios