Eleições2020

Cada partido pode lançar até 14 candidatos a vereador em Ibiporã

Número de candidatos pode ser até 245% maior que nas ultimas eleições

A pouco mais de dois meses das eleições municipais de 2020, é grande a movimentação de pré-candidatos à vereador, principalmente nas redes sociais. A partir deste ano, novas regras eleitorais resultarão em um número maior de candidaturas. Em Ibiporã a expectativa é que o número de candidatos a uma das nove vagas no legislativo seja duas vezes e meia maior que em 2016, ano das ultimas eleições municipais.

Ao vetar a possibilidade de coligações proporcionais, o Congresso impediu que legendas sem nomes fortes na urna peguem “carona” em puxadores de voto de outros partidos, e são obrigadas a lançarem candidatos nas chamadas “chapas limpas”. A mudança vai criar uma espécie de “pulverização” dos votos.

“O que vimos nas eleições passadas dificilmente se repetirá. Não teremos muitos candidatos com mil, mil e cem votos. Acredito que com uma média de 600 ou 700 votos, o candidato possa estar eleito. A mudança fortalece os partidos que mais se organizaram”, comentou o presidente do PL em Ibiporã, Roberval dos Santos.

De acordo com a Lei 9504/97 e Resolução nº 23.373/2011/TSE cada partido pode lançar a candidatura de até 150% do número de vagas na câmara do município. Sendo uma coligação, pode-se lançar até 200% do número de vagas dispostas na câmara.

No caso de Ibiporã, que tem nove cadeiras disponíveis nesta eleição, cada partido, isoladamente, poderá lançar até 14 candidatos a vereador, respeitando a proporcionalidade de gênero, de 30%. Ou seja, a cada se o partido atingir o número máximo de candidatos, deverá haver cinco mulheres, no mínimo.

Até o dia 30 de julho, Ibiporã possuía 27 partidos vigentes, perante o Fórum Eleitoral. Então, se cada uma das siglas apresentasse número máximo de postulantes, o município teria na disputa mais de 252 candidatos, apenas para o Legislativo. O número seria 245% maior que em 2016, quando 73 candidatos disputaram as eleições para vereador na cidade.

No caso da disputa majoritária, para o cargo de prefeito, as alianças seguem liberadas.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios