Economia

Auxílio Emergencial: Governo avalia pagar os R$ 600 por mais um mês

Neste mês, está sendo paga a quinta e última parcela do Auxílio Emergencial do governo de RS$ 600. O pagamento é uma extensão do programa que estava previsto para durar, inicialmente, apenas três meses, mas que precisou ser revisto devido a permanência da pandemia.

Agora, o governo estuda estender pela segunda vez o Auxílio Emergencial, sendo apenas mais uma parcela, a sexta no total, com o valor de R$ 600. A ideia é que, se houver necessidade da liberação de outras prestações, essas sejam com valores menores de R$ 200 ou R$ 300.

Para isso, o presidente Jair Bolsonaro precisará editar uma nova medida provisória ainda em agosto e, então, por se tratar de MP, a validade será imediata.

A CNN já havia antecipado que o ministro Paulo Guedes admitiu a possibilidade de prorrogar o benefício. De acordo com ele, com moderação e sem furar o teto de gastos, o que dificulta a conta.

Inicialmente, o benefício seria pago até junho mas, após uma reavaliação entre políticos e a ala econômica, o governo liberou o auxílio por mais dois meses, relativos a julho e agosto. Houve pressão, no entanto, para o calendário ser revisto novamente.

A proposta de pagar o benefício dentro dos mesmos patamares atuais, para só então reduzi-lo, se enquadra na tese de “desmame gradual” da medida, para que os beneficiários não fossem tão impactados pelo término.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios