Polícia

15 pessoas morreram no feriado da Independência nas rodovias federais do Paraná

Responsáveis pelas colisões frontais, 466 ultrapassagens irregulares foram registradas; número é de quase quatro flagrantes por hora

 

 

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, às 23h59 de terça (8), a Operação Independência 2020 no Paraná. Neste ano, durante os cinco dias de operação, que teve início no dia 4 (sexta), agentes da PRF flagraram 62 motoristas dirigindo embriagados, 196 condutores ou passageiros sem o cinto de segurança, além de 23 ocasiões em que crianças não utilizavam adequadamente um dispositivo de retenção, como a cadeirinha.

Ainda, foram registradas 466 ultrapassagens irregulares durante o feriado, representando quase quatro flagrantes por hora de operação. Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário.

A PRF registrou 151 acidentes, com 156 pessoas feridas e 15 mortes nas rodovias federais do Paraná, de sexta à terça. Em 2019, pelo fato do feriado ter sido num sábado, não houve operação, portanto, não há comparativo. Os dados são preliminares e podem sofrer alterações.

Foram fiscalizadas 12.116 pessoas e 14.632 veículos. 2.994 infrações foram registradas pelos policiais, nos cerca de quatro mil quilômetros de rodovias federais da circunscrição da PRF no Paraná. 240 veículos foram recolhidos aos pátios por diversas irregularidades e 13 foram recuperados.

Também, foram apreendidas 1,3 toneladas de maconha, alcançando, a PRF no Paraná, a marca histórica de 117 toneladas apreendidas no ano.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios